Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Comunicado do Núcleo de Árbitros do Ave enterra Francisco J Marques!

Esta terça-feira, no programa Universo Porto de Bancada, no Porto Canal, o insolvente Francisco J Marques, veio com mais umas das suas mentiras. O diretor de comunicação do FC Porto revelou, um e-mail entre Paulo Jorge, coordenador do núcleo de árbitros de futebol do Ave, e Luís Filipe Vieira, afirmando que os árbitros pediram bilhetes para a final da Taça de Portugal, entre Benfica e Vitória de Guimarães, ressalvando que são “simpatizantes do Benfica”. Mas esqueceu-se de dizer que nem o Presidente do clube encarnado, ou qualquer outra pessoa do clube, respondeu a esse email.

Hoje para enterrar mais ainda o insolvente, O Núcleo de Árbitros de Futebol do Ave emitiu um comunicado para esclarecer a opinião pública com a realidade dos factos e acontecimentos, referindo que não obtiveram nenhuma resposta ao e-mail e que os bilhetes que adquiriram foram pagos.

“Recordando aos mais distraídos e os mal-intencionados”, pode ler-se, o Núcleo lembra que “os clubes não têm convites para oferecer mas bilhetes para vender, como foi o caso”, adiantando que nem sequer obtiveram resposta do Benfica, acrescentando que a AF de Braga disponibilizou oito bilhetes ao preço unitário de 35 euros e o Vitória cedeu 15 ingressos de 20 euros cada. “No nosso núcleo não há ‘clubite’, podendo cada associado ter a sua simpatia”, acrescenta o comunicado que na parte final critica “aqueles que não olham a meios para atingir os seus fins, recorrendo à calúnia e à difamação”. […] “O Núcleo de Árbitros de Futebol do Ave refuta, veementemente, as acusações de que foi alvo no programa ‘Universo Porto de Bancada’ […] e recusa-se a ser instrumentalizado numa guerra que não é sua e da qual não quer fazer parte”, finaliza o texto assinado pelo diretor de comunicação, Emanuel Lobo.

Podem ler o comunicado na integra. (VER AQUI)

Comments

comments

O que pode ver

Ex-árbitro fica com 4 mil euros que serviam para pagar a árbitros por favorecimento em jogos

Um dos chamados “capangas” que estiveram na vila das aves a temporada passada a intimidar …